Blog CNA

Quanto tempo para ser fluente em inglês?

Quanto tempo para ser fluente em inglês?

Se você está em busca de uma resposta única para essa pergunta, saiba que não vai encontrá-la em lugar algum. O motivo? Inúmeros fatores interferem na aprendizagem e na decorrente fluência de um idioma. Não tem a ver, unicamente, com o número de horas que você estuda inglês - muitos outros elementos compõem esse quadro, como os que reunimos abaixo:

- Metodologia de ensino: antes de tudo, você precisa se adaptar à metodologia de ensino do professor ou da instituição que você escolheu. Fuja daquelas que utilizam apenas a tradução como método, pois ela não desenvolve a capacidade de pensar em inglês. O aluno fica engessado no processo mental “português - inglês” e deixa o caminho para a fluência muito mais lento.
- Estruturação de aulas: se você tem maior exposição ao idioma com aulas bem estruturadas, consegue praticar e se envolver mais com a língua.
- Estudo fora das aulas: cercar-se do idioma é um diferencial para quem quer atingir a fluência. Assistir a filmes e séries, ouvir músicas, ler livros e conversar com os amigos em inglês faz com que a prática e a fluência sejam desenvolvidas.
- Instituições e professores capacitados: procure por profissionais certificados e instituições com tradição, como o CNA. De nada adianta você querer fluência, mas não investir em uma boa escola, com materiais qualificados e profissionais com conhecimento e experiência comprovados.
- Nível atual de inglês: se você começou os estudos rumo à fluência no nível iniciante, vai demorar um pouquinho mais quando comparado a alguém que já é intermediário. Mas isso não é uma regra, viu? A sua dedicação conta muito. Se você que é iniciante tem mais tempo para estudar e se dedica muito mais, pode rapidamente se igualar ao aluno intermediário.


Uma referência de nível de conhecimento de idiomas estrangeiros, inclusive o inglês, é o CEFR (The Common European Framework of Reference for Languages), um padrão internacional para descrever as habilidades linguísticas dos falantes. Por meio de uma escala, os níveis têm início no A1, os iniciantes, e vai até o C2, pessoas que já conseguiram atingir fluência e domínio pleno do idioma. Esse padrão internacional é interessante, pois serve para que as instituições de ensino, empresas e outros órgãos consigam facilmente saber em que nível de fluência a pessoa se encaixa dentro de uma escala internacional. 

Dito isso, é preciso compreender que não existe fórmula mágica. Todos os pontos abordados acima precisam estar bem claros dentro do seu objetivo de ser fluente. Tente, ao máximo, seguir as dicas que demos e não caia no conto “seja fluente em um ano”. A língua é uma entidade viva e não pode ser comprimida em tempo de aprendizagem. Afinal, depende mais da sua vivência, tempo e disposição do que outra coisa.

Que tal dar um boost no seu inglês com o CNA? Procure uma de nossas unidades para saber as vantagens e as facilidades e para entender melhor como a sua vida pode mudar com o aprendizado de um novo idioma!

 

MATRICULE-SE JÁ
E-MAIL TELEFONE WHATSAPP