Notícia

MATERIAIS RECICLÁVEIS VALEM PONTOS NA TROCA PARA ESTUDAR UM NOVO IDIOMA NO CNA GRAJAÚ/SP

06/06/2017

Na parceria entre CNA e so+ma materiais recicláveis valem pontos que isentam a taxa de matrícula nos cursos de idiomas para novos alunos.

RESPONSABILIDADE SOCIAL

O CNA e a startup so+ma, o único programa de fidelidade para a baixa renda, fecharam uma parceria para influenciar moradores do Grajaú, na zona sul de São Paulo, a participarem de um programa que utiliza materiais recicláveis como "moeda de troca”, incentivando novos hábitos, reduzindo o impacto ambiental da produção de resíduos sólidos, colaborando na capacitação das pessoas e estimulando o empreendedorismo. 


Para participar do Programa so+ma vantagens, além de cadastrar o CPF, é necessário levar os recicláveis separados e limpos até a Casa so+ma. Valem para pontuação caixas de longa vida, latas de alumínio, garrafas pet, plástico, vidro, óleo de cozinha e sucata de ferro, entre outros. O material é pesado e transformado em pontos que são acumulados no cartão so+ma de recompensas. Depois é só trocar esses pontos pelo produto desejado, que pode ser a isenção da taxa de matrícula para novos alunos nos cursos de inglês e espanhol ou brindes do CNA para quem já é aluno da escola, como bonés, cadernos 3D, coolers, etc.


“Acreditamos que a participação nesse projeto é importante para conscientizar as pessoas sobre a importância da reciclagem para o futuro das próximas gerações. Estamos bastante orgulhosos em contribuir com ações que ajudam a mudar a percepção dos nossos alunos sobre o meio ambiente e que melhoram a vida da comunidade”, afirma Luciana Fortuna, diretora de Marketing e Comunicação do CNA.


“A parceria com o CNA foi um presente para a comunidade e para a so+ma. Estamos animados e motivados com esse processo, pois o CNA foi a primeira empresa do segmento educacional a entender o objetivo do programa que é gerar capacitação, contribuindo para a comunidade conseguir melhores empregos, empreender e ter mais qualidade de vida”, explica Claudia Pires, fundadora da so+ma.


Voltar