Matricule-se
Fazer matrícula
Já ouviu falar de Shakespeare? Entenda o que ele tem de especial
25/03/2024

Imagina falar português, começar a criar palavras, todo mundo achar a coisa mais moderna do mundo e integrar essas palavras para sempre no vocabulário? Shakespeare fez isso com o inglês — ele soube como lançar tendência!

Esse ícone da literatura mundial conseguiu, através da publicação de suas obras, modernizar a língua inglesa, que até então não tinha regras claras de ortografia e pontuação. Isso sem contar todas as palavras novas que ele inventou! O resultado é que até hoje utilizamos palavras e expressões em inglês criadas por ele.

Então, vamos “quebrar o gelo” — expressão criada em A Megera Domada — e conhecer melhor este autor? Prossiga agora na leitura e descubra as vantagens de saber sobre o ator, dramaturgo e poeta.

Quem foi William Shakespeare e o que fala a sua obra?

William Shakespeare é o poeta nacional da Inglaterra. Escreveu 154 sonetos, 38 peças de teatro e dois poemas narrativos. Sua obra foi responsável por modernizar o inglês britânico e valorizar o seu contexto cultural.

Isso porque uma boa parte das peças de Shakespeare têm como personagens principais figuras históricas que realmente existiram. Além disso, o escritor soube como usar narrativas tiradas diretamente da literatura clássica greco-romana.

Dessa forma, quem já entrou em contato com algum texto de Shakespeare, percebeu o quanto as histórias valorizam e resgatam a identidade inglesa.

Além disso, o romantismo e o drama estão muito presentes nas narrativas, tendo inspirado e inaugurado uma maneira especial de falar sobre o amor e a paixão. Para se ter noção, foi ele quem inventou a famosa expressão “o amor é cego”, na peça O Mercador de Veneza. Veja o trecho abaixo:

  • "Mas o amor é cego, e os amantes não podem ver as belas loucuras que eles mesmos cometem."
  • “Love is blind and lovers cannot see / The pretty follies that they themselves commit.”

Quais as palavras e as expressões em inglês que Shakespeare criou?

Página do livro "Hamlet", de Shakespeare

Todo mundo conhece a clássica expressão “ser ou não ser, eis a questão” (to be or not to be, that’s the question). O trecho integra a peça A Tragédia de Hamlet, e está no Ato III, cena I. Dessa e de toda a sua obra, foram criadas mais de 2.000 palavras.

Addiction (vício) — usado em Othello.

  • “Cada homem tem um esporte que revela como ele leva seus vícios.”
  • “Each man to what sport and reveals his addiction leads him.”

Eventful (algo cheio de eventos/ocorrências) — usado em Como Gostais.

  • “Last scene of all, that ends this strange eventful history.”
  • “A última cena de todas acaba com essa estranha história cheia de acontecimentos.”

Eyeball (globo ocular) — escrito em A Tempestade.

  • “Be subject to no sight but thine and mine, invisible to every eyeball else.”
  • “Seja sujeito de nenhuma visão para além da sua e da minha, invisíveis para todos os outros globos oculares.”

Lonely (sozinho) — escrito para a peça Coriolano.

  • “Believe ’t not lightly — though I go alone, like to a lonely dragon that his fen makes feared and talked of more than seen.”
  • “Acredite, não levianamente — embora eu vá sozinho, como um dragão solitário que seu pântano faz temido e falado mais do que visto.”

Undress (tirar a roupa) — escrito para a peça A Megera Domada.

  • “Madam, undress you, and come now to bed.”
  • “Senhora, tire a roupa e venha agora para a cama.”

Epileptic (epilético) — escrito no Rei Lear.

  • “A plague upon your epileptic visage!”
  • “Uma praga em seu rosto epiléptico!”

Fashionable (elegante) — escrito em Tróilo e Créssida.

  • For Time is like a fashionable host;
  • Para time é como um elegante anfitrião.

Deu para quebrar o gelo com Shakespeare, não? Ao conhecer as histórias clássicas da literatura mundial é possível aprender inglês de uma forma divertida e curiosa. Aproveite para colocar todas as peças citadas na sua lista de leituras ou assista algumas das muitas adaptações para o cinema das peças do bardo inglês.

De bônus, ainda separamos um guia especial de literatura de horror para você conhecer os personagens mais assustadores.

0 comentários

Pular para o conteúdo
Share via
Copy link